Turma da bleia
Compartilhar Post

Técnica Vocal – 93 Trava Língua pra você se divertir

Smile
GOSTOU?
COMPARTILHE NAS REDES!

Se existe um coisa irritante para qualquer cantor, este é se atrapalhar todo na hora de cantar com problemas de pronúncia. Portanto, fica aí uma seleção de travalínguas  para vocês praticarem. Estudem bastante.

Frase do Dia:

“A pior coisa para um profissional é ser avaliado por um pedagogo” –  Elton P. Dobrovoliski.

PS: Nada contra os pedagogos

TRAVA-LÍNGUA

Para treino de dicção

1. A aglomeração na gleba glacial glosava a inglesa glamurosa que glisava com o gladiador glutão.

2. A aranha arranha a rata, a rata arranha a aranha.

3. A entrada triunfal da tropa de trezentos truculentos troianos em trajes tricolores com seus trabucos, trombones e triângulos, transformou o tráfego intranqüilo.

4. A flâmula flexível na floresta do flibusteiro, flutuava fluorescente na floresta de Flandres.

5. A frota de frágeis fragatas foi fretada por frustados franco-atiradores enfreados de frio, naufragou na refrega com frementes frecheiros africanos.

6. A gata amarrada arranha a aranha.

7. A hidra, a dríade e o dragão, ladrões do dromedário do Druida foram apedrejadas.

8. A laca aplacadora aplaca a dor da placa que a laca aplacou.

9. A pratearia da padaria está na pradaria prateando prados prateados.


10. A raivosa e irritante romana residia na rua das Rosas Rubras,  rente a residência do ruivo risonho rei Renato.

11. A raivosa e irritante romana residia na rua das Rosas Rubras, rente à residência do ruivo rei Renato irmão de Rodrigo.

12. Aglae lava a gleba do globo que havia levado à galáxia do glabro e galante gigante.

13. As bruzundungas do bricabraque do Brandão abrangem broquéis de bronze brunido, brocado bruxuleastes, brochuras, breviários, abraxas, brasonados, abrigos e brinquedos.

14. As pedras pretas da pedreira de Pedro Pedreiras são os pedregulhos com que Pedro apedrejou três pretas prenhas.

15. Bondade beldade belzequeana beneficiava belgas.

16. Branca branqueia as cabras brabas nas barbas  das bruacas e bruxas branquejantes.

17. Brito britou de brilhantes, brincando de britador.

18. Comprei poucas capas pretas práticas perto da praça Petrópolis.

19. Comprei uma arara em Araraquara.

20. Dificílimo dividir mililitros de mirifico jiripiti.

21. É rara a barra de prata com pêras,  cerejas e laranjas em jarras.

22. É rara a barra de prata com pêras, cerejas e laranjas em jarras ou jazigos.

23. Flamengo inflama Fluminense influi, quem a flama inflama flui e reflui.

24. Fraga deflagra um drible, franco franqueia o campo o povo se inflama e enfrenta o preclaro júri que declara grave o problema.

25. Franqueia-se o frango frito frio frigorificado à francesa no frigorifico do frade.

26. Lava e leva a lata tal para lá.

27. Na fornalha flamejante fulge o fogo com furor.

28. Na réplica, a plebe pleiteia planos de pluralidade plausíveis na plataforma do diplomata plenipotenciário.

29. Não nada ninguém no Nilo.

30. No jardim japonês gentis jaçanãs, jandeiras, jaspeadas, jaburu, janetas e juritis gemendo .

31. No laranjal abelhas laboriosas em tumulto coletam o pólen para o inigualável mel de suas colmeias.

32. No quarto do Crato eu cato quatro cravos cravados no crânio da caveira do craveiro.

33. No tablado oblongo os emblemas das blusas das oblatas estavam obliterados pela neblina oblíqua.

34. Num prato de trigo comiam três tristes tigres.

35. O acróstico, cravado na cruz de crisálidas da criança acreana criada na creche é o credo cristão.

36. O blusão blasona para a blusa e a luva com blandícia aplaude a blasonada.

37. O capenga cangaceiro capengava na capoeira do cangaço.

38. O clamor dos clarins dos ciclistas do clube eclético eclodiu no claustro.

39. O cricri do grilo clamou para o frade, as freiras e o padre que queimou o braço.

40. O cricri do grilo clamou para o frade Afrânio, as freiras e o padre que quebrou o braço.

41. O cricrilar do grilo é devido ao atrito de seus élitros.

42. O dente de dentro dói e dá doença.

43. O doce de batata-doce perguntou ao doce: “Qual o doce mais doce?” O doce respondeu para o doce, que o doce mais doce é o doce de batata-doce.

44. O dromedário destruiu as drogas de drogaria Andrômeda, porque foi drogado com a droga quadrada.

45. O fole frenético faz fumaça e fagulhas fulgurantes que ofuscam.

46. O genovês, jovem gigante, gira e geme no ginásio, na ginástica.

47. O globo glacial conglomerava no Congo.

48. O grude da gruta gruda agrua da gringa que grita gritando, grimpa a grade da grota grandiosa.

49. O grumete desgrenhado gritava na gruta de griso, gracejando com grupo grotesco de grileiros.

50. O lavrador é livre na palavra e na lavra, mas não pode ler o livro que o livreiro quer vender.

51. O lavrador lavrense estudou os livrinhos e as lavrascas no livro do livreiro de Lavras.

52. O liqüidificador quadridentado liquidifica qualquer coisa liquidificável, e quebra os liquidificáveis.

53. O livro raro trás histórias de trechos ilustrados.

54. O livro raro trás histórias de trechos ilustrados de ilustres historiadores.

55. O mameluco melancólico meditava e a megera megalocéfala, macabra e maquiavélica, mastigava mostarda na maloca miasmática.

56. O peito de Pedro é preto, é preto o peito de Pedro.

57. O prato de prata premiado é precioso e sem preço, foi presenteado preceptor da princesa primogênita, probo primas, procurador da Prússia.

58. O prestigiador prestativo e prestatário está prestes a prestar prestidigitação prodigiosa e prestigiosa.

59. O promotor comprou o horóscopo do Outorgado.

60. O rato guerreiro da guerra tocou guitarra em Araraquara.

61. O rato guerreiro da guerrilha trocou de guitarra no concerto em Araraquara.

62. O rato roeu a rede rubi da roseira da rua das rosas rubras.

63. O rato roeu a roupa da rainha Rita e do rei Rui.

64. O rato, ratazanas e o ratinho, roeram as ricas roupas e rasgaram rútilas rendas da rainha Ursula  de Roterdã.

65. O rei de Roma ruma rápido a Madri.

66. O Rei de Roma ruma rápido à Roraima para participar da romaria dos romanos.

67. O remador amarrou rente o remo.

68. O Rei Renato grande remador amarrou rente ao remo o ramo de arruda.

69. O tambor rufará rápido.

70. O tambor rufará nos primeiros raios da aurora.

71. O tempo perguntou para o tempo quanto tempo o tempo tem. O tempo respondeu para o tempo: “Tem tanto tempo quanto o tempo tem”.

72. O urubu ficou jururu na parede de fora.

73. O urubu ficou jururu no frio de Caruaru.

74. Os quebros e requebros do samba quebram os quebrantos dos falsos santos.

75. Paralelepípedos pretos pontilham pelas portadas.

76. Pedro o pardo poderoso tropeçou em Caio e quase caiu.

77. Pedro Paulo Pacífico da Paixão, pacato e pachorrento procurador do meu pranteado pai, depois de provar uma pinga, tomou um pileque e promoveu uma pagodeira com a população do Porto.

78. Pedro Prado Poderoso tropeçou no caibro  esfolando-se no saibro.

79. Plana o planador em pleno céu e, planando por cima do platô, contempla as plantas plantadas na plataforma do plantador.

80. Por que pairas pardal pardo, pairo e pairarei. Porque sou um pardal pardo pairador do rei.

81. Quero que o clero preclaro esclareça o caso e declare que Tecla se engana no que clama e reclama.

82. Se 66 serras serram 66 cerejeiras, 666 serras serrarão 666 cerejeiras.

83. Se você pensa que pensado em mim, eu sinto o seu pensar, saiba que seu pensamento passa por mim sem cessar.

84. Seu paulista da conquista insista na pista porque não há quem resista, visto que está  na pista atrás da lista das artistas malabaristas existencialistas.

85. Tito trocou o troco todo, tentando tudo tirar.

86. Toco preto, porco crespo.

87. Três pratos de trigo para três tristes tigres.

88. Trovas e trovões trovejam trocando quadros trocados entre os trovadores em esquadrinhados nos quatro cantos.

89. Um atleta atravessa o Atlântico em busca da Atlântida que viu num atlas.

90. Um papo de pata dentro de um prato de prata.

91. Um pinto dentro da pia, pia quando a pipa pinga. Se a pipa pinga o pinto pia se pia o pinto a pipa pinga e o pinto dentro da pia, piando a entupia.

92. Um rato roendo roía o rabo do rei Rodovaldo e a Rosa Rita Ramalho de o ver roer se ria.

93. Um tigre, dois tigres, três tigres.

fonte:cantacristão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Smile
GOSTOU?
COMPARTILHE NAS REDES!
  • Enquete

    Você dá o dizimo ?

    View Results

    Loading ... Loading ...
  • Links TecnoGospel

  • ASSINE NOSSO FEED

    Receba as atualizações do site diretas em seu email, assine nosso feed:
  • SIGA-NOS NAS REDES
    Turma da bleia
    © Todos os direitos reservados 2014 - Turma da bleia